sábado

Homem foi morto e esquartejado por dívida de drogas de 10 reais em Natal

Corpo foi encontrado dentro de um saco de farinha, despejado em um lava jato no bairro das Quintas, na Zona Oeste de Natal (Foto: PM/Divulgação)Um homem de 38 anos e uma mulher de 28 foram presos suspeitos de participação no assassinato de um homem, ainda não identificado, cujo corpo foi encontrado dentro de um saco de farinha. O cadáver foi descoberto na manhã desta sexta (12) no bairro das Quintas, na Zona Oeste de Natal. A motivação do crime, segundo a polícia, teria sido por conta de uma dívida de drogas no valor de R$ 10.
Funcionários de um lava jato, que precisaram remover o saco para deslocar um veículo, viram muito sangue, desconfiaram do peso e chamaram a polícia. Segundo a PM, o corpo estava em posição fetal dentro do saco.

Investigação
Delegada da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Jamille Alvarenga disse ao G1 que os suspeitos foram presos em flagrante ainda na sexta, e que o crime foi cometido por conta de uma dívida de drogas. "Pelo que apuramos, uma dívida de R$ 10", revelou.
Ainda de acordo com a delegada, o homem, a mulher e a vítima estavam usando drogas em uma casa pouco antes do assassinato. "Em um determinado momento, a mulher foi embora. O dono da casa e a vítima ficaram para dormir no local. No meio da madrugada, a mulher voltou acompanhada de outros três homens. Foi quando a vítima levou o primeiro disparo. Naquele momento, o dono da casa saiu correndo. Em seguida, a mulher e os atiradores também fugiram", relatou Jamille.
Quando o dono da casa voltou, ele contou à delegada que achou o colega morto, e que colocou o corpo dele em um saco de farinha e despejou o cadáver próximo ao lava jato. Em seguida, limpou a casa para remover as manchas de sangue. "Por este motivo, ele foi autuado. Ele ocultou o cadáver e ainda alterou a cena do crime", explicou.
Quanto à mulher, a delegada disse que ela foi autuada como partícipe, por ter envolvimento direto com o assassinato. "Nosso trabalho agora é identificar e localizar os três homens que executaram a vítima", concluiu.

Fonte: G1

Nenhum comentário: