quinta-feira

Polícia Militar prende quadrilha que planejava praticar uma chacina com sete mortos em Caucaia-CE

Doze pessoas foram detidas, na noite desta terça-feira (4), numa operação da Polícia Militar na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Segundo as autoridades trata-se de uma quadrilha ligada ao tráfico de drogas e assaltos e integrante de uma facção criminosa que atua no Município de Caucaia. O bando foi capturado quando se preparava para praticar uma chacina em que, pelo menos, sete pessoas seriam mortas.
Os 12 suspeitos, na foto acima, foram encaminhados à Delegacia Metropolitana de Caucaia (DMC)
A operação aconteceu na comunidade do São Miguel Velho, no limite entre Fortaleza e Caucaia, e mobilizou equipes do serviço reservado (Inteligência) e da Força Tática de Apoio (FTA) do 12º BPM (Caucaia). Com base em informações levantadas pela Inteligência, as equipes iniciaram um cerco.
Os bandidos estavam escondidos com suas armas em várias residências localizadas nas ruas Verona e Coréia,onde acabaram sendo detidos pelas patrulhas.
Os suspeitos confirmaram os planos para a chacina que ocorreria em Caucaia, por conta de uma rivalidade entre as facções criminosas. A ordem para a matança teria partido de dentro de um presídio. Os acusados foram encaminhados para o plantão da Delegacia Metropolitana de Caucaia (DMC) onde foi realizado o flagrante.

Chacinas
Seis chacinas foram registradas no Ceará neste ano, com a morte de 31 pessoas. A maioria dos casos aconteceu por conta da guerra entre grupos de criminosos ligados a facções criminosas. Em confronto com a Polícia foram dois casos, que resultaram na morte de 10 pessoas nos Municípios de Jaguaruana e Aquiraz. Entre os mortos, seis assaltantes de bancos.
Contudo, os óbitos resultantes de confrontos entre a Polícia e bandidos (intervenção policial) não são contabilizados nas estatísticas dos Crimes Violentos, letais e Intencionais (CVLIs) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

Leia abaixo a lista dos casos de chacinas ocorridas no Ceará em 2017:

01– (20 de fevereiro 2017) – Cinco pessoas são assassinadas no condomínio popular Leonel Governador Brizola, no bairro Bom Jardim, em Fortaleza. Vítimas foram identificadas como Jéfferson Nazário Gomes de Oliveira Carvalho, Alan Lima dos Santos, Francisco Max da Silva Ângelo, Valdirene do Nascimento Ribeiro e Leonardo de Sousa Lopes dos Santos.
02 – (1º de abril) – Sete pessoas foram mortas durante um confronto entre a Polícia e uma quadrilha de assaltantes de bancos na cidade de Jaguaruana (a 183Km de Fortaleza). O bando foi surpreendido na madrugada ao invadir a cidade e atacar duas agências bancárias simultaneamente. Dos sete mortos, seus eram componentes do bando. A sétime vítima era um cidadão, atingido por bala perdida. Dos sete mortos, seis foram identificados: Ita Alves de Oliveira, Guilherme Santos da Silva, Ediondas Duarte Costa Júnior, Tailton Tamaris de Sousa, Luciano Sebastião de Araújo e Francisco Francileudo Gomes da Silva (este último era o cidadão atingido por bala perdida).
03 – (16 de abril) – Quatro pessoas morreram numa troca de tiros entre policiais e bandidos na localidade de Sítio Capim Grosso, na zona rural do Município de Russas (a 163Km de Fortaleza). A chacina começou quando bandidos mataram o policial militar soldado Menandro Cavalcante Nunes. Houve revide e outras três pessoas foram assassinadas. Apenas uma das três foi identificada. Tratava-se de Deivyde Aless Romão da Silva.
04 – (3 de junho) – Seis pessoas foram mortas em uma casa de praia no Porto das Dunas, no Município de Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). A chacina teria sido um “acerto de contas” entre facções criminosas. Foram mortas as seguintes pessoas: Davi Saraiva Benigno, Nilo Barbosa do Nascimento, Mateus de Matos Monteiro, Fernando dos Anjos Rodrigues Júnior, Klysmann Menezes Cavalcante e Edmilson Magalhães.
05 – (7 de junho) – Quatro bandidos foram mortos em uma troca de tiros com policiais civis na estrada da Riviera, no Distrito de Tapera, no Município de Aquiraz. Segundo a Polícia, a quadrilha iria praticar uma chacina. O principal alvo do bando era um traficante do bairro Lagamar. Ele e seus comparsas seriam executados sumariamente.
06 – (12 de junho) – Cinco pessoas são mortas a cidade de Horizonte. As vítimas identificadas como: Herton Ricardo da Silva Menezes, Bruna Érika Viana de Souza, Rafaela Alves Silveira, Marcilândio Cavalcante de Sousa e uma criança de 3 anos, o menino Gabriel de Souza Moura, filho de Bruna.

Fonte: Blog do Jornalista Fernando Ribeiro

Nenhum comentário: