sexta-feira

PM mata filho, esposa e depois comete suicídio na Bahia

Família foi descoberta por colegas do subtenente na tarde desta quarta
16 de março de 2017.
Um policial militar matou o filho, de 12 anos, a esposa, de 39, e depois cometeu suicídio, em Salvador, na Bahia. A constatação são de peritos da Polícia Civil, após análise do apartamento da família, onde os corpos foram encontrados na tarde desta quarta-feira (15).
O perito criminal Ríbio Januário informou, ao Correio da Bahia, que a arma do crime, uma pistola Ponto 40, exclusiva da polícia, estava ao lado do corpo do subtenente da PM, Cláudio Guimarães Müller de Azevedo, de 43 anos. A criança, Lucas, estava no mesmo cômodo, o quarto do casal. A esposa, Catarina Teixeira Müller, foi localizada no quarto do filho.
Em nota, a Polícia Civil divulgou que Azevedo chegou em casa, no Edifício Arpoador, no bairro da Pituba, por volta da 1h30 da madrugada. Testemunhas disseram ter ouvido vários disparos cerca de trinta minutos depois. Lucas foi morto com três tiros, assim como a mãe. Não havia sinais de arrombamento no local. A pistola foi encaminhada para o Departamento de Polícia Técnica (DPT). Os corpos foram retirados por volta das 17h.
O crime foi descoberto porque o subtenente faltou o trabalho nesta quarta-feira. PMs foram à casa, mas como ninguém atendeu procuraram o síndico. Um familiar, que mora no mesmo edifício, tinha a chave da casa e abriu a porta. O caso será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) para apurar circunstâncias e motivação.

Fonte: O Umarizalense

Nenhum comentário: